Esportes DP

SANTA CRUZ

Joaquim Bezerra assume culpa pela iminente queda do Santa Cruz: 'pecamos por excesso'

Presidente do Santa Cruz pediu a palavra em reunião do Conselho Deliberativo e fez um pronunciamento lamentando a iminente queda

postado em 15/09/2021 18:04 / atualizado em 15/09/2021 18:04

<i>(Foto: Rodrigo Baltar/Santa Cruz)</i>
Em reunião trimestral do Conselho Deliberativo realizada de forma remota, o presidente Joaquim Bezerra pediu a palavra e comentou sobre o momento do Santa Cruz. Prestes a completar sete meses de trabalho, assumiu toda a responsabilidade pelos erros cometidos durante a temporada, principalmente em relação ao departamento de futebol. O mandatário coral não escondeu o abatimento com o iminente rebaixamento para a Série D, pediu união e garantiu trabalho para reerguer o clube.

“Me entristece muito a situação em que estamos. Quero assumir aqui toda a culpa e responsabilidade. Ao invés da gente estar aqui comemorando o acesso à Série B, a gente está na iminência de cair para a Série D. Isso não é uma coisa que alegra ninguém, muito menos a mim que estou à frente do trabalho. Muitas vezes as decisões no dia a dia foram difíceis de serem tomadas, mas precisaram ser feitas”, destacou Joaquim Bezerra.

Visivelmente abatido no pronunciamento, Joaquim Bezerra lamentou o provável rebaixamento para a Série D e, em seguida, explicou as decisões tomadas pelo departamento de futebol desde o início da temporada. O presidente do Santa Cruz reconheceu o número elevado de contratações feitas (ao todo 41 jogadores foram contratados) e admitiu o planejamento errado. A partir de então, de acordo com ele, a diretoria começou a trabalhar para corrigir as falhas iniciais.

“Iniciamos o trabalho com a mudança de técnico e, a partir daí, as contratações de jogadores. Tivemos a infelicidade de começar contratando errado. Os jogadores que vieram não conseguiram, efetivamente, fazer o trabalho que a gente precisava.Procuramos então fazer as correções. Tentamos recuperar essa situação de várias formas. A gente vem há um, dois meses, tentando recuperar esse tempo perdido. Infelizmente, não temos tido sucesso no resultado dentro de campo”, explicou.

Com mais dois anos de mandato pela frente, Joaquim Bezerra disse não ter apego ao cargo de presidente e pediu união para reerguer Santa Cruz. Aberto a conversa, ele colocou o grupo político à disposição de pessoas que queiram ajudar o clube e ressaltou o sentimento de decepção com o rebaixamento. Apesar dos erros cometidos, o mandatário coral acredita que não pecou por omissão.

“Precisamos buscar união. O Santa Cruz precisa ser reerguido. O mesmo sentimento de decepção do torcedor, eu também estou sentindo. Tentamos o tempo inteiro resolver os problemas, pecamos por excesso, mas não por omissão e vamos continuar trabalhando. Estou aberto e sempre estive para o diálogo com qualquer pessoa, para que a gente possa criar um grupo e, harmonicamente, conduzir o Santa Cruz. Eu não tenho nenhum apego ao cargo de presidente, nunca tive”, disse.

Tags: Joaquim Bezerra Santa Cruz temporada planejamento erros culpa responsabilidade rebaixamento futebol